Problematização da acessibilidade comunicativa para pessoas com deficiência

Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial a respeito da necessidade de reconhecimento e inclusão da acessibilidade comunicativa como uma das características fundamentais e conceituais do jornalismo digital. Usa-se a pesquisa da pesquisa, pesquisa de contextualização, a pesquisa bibliográfica e a pesquisa teórica como estratégias processuais metodológicas para refletir criticamente sobre o modelo teórico do Jornalismo Digital, a partir dos conceitos e características propostas por Marcos Palacios em seu artigo: “Ruptura, continuidade e potencialização no jornalismo on-line: o lugar da memória”.

Por fim, conclui-se que a “Acessibilidade Comunicativa”, de maneira conceitual, deveria ser problematizada e considerada no rol de características essenciais do Jornalismo Digital.

Leia a íntegra deste artigo do prof. Dr. Marco Bonito.

Veja também:

Marco Bonito discute acessibilidade comunicativa no jornalismo digital

Jornalismo digital deficiente e inconvergente: artigo de Marco Bonito

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
A Audiodescrição (AD), recurso utilizado para tornar o teatro, o cinema, a TV, bem como


Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
A Audiodescrição (AD), recurso utilizado para tornar o teatro, o cinema, a TV, bem como