Filmes publicitários: digitalização favorece a acessibilidade

O tempo das fitas beta e xdcam está acabando. E já vimos esse filme antes acompanhando o fim das VHS, a chegada e despedida dos DVDs e hoje abrindo espaços para Now e Netflix, tudo em alta definição e custos mais baixos. Isso não é futuro, é presente. Prova disso é que neste ano as principais emissoras de TV do País passaram a receber os filmes publicitários em formato digital, dando início para uma nova forma de operação, muito mais rápida, econômica e segura para as marcas.

Filmes publicitários

PraCegoVer: apenas as mnãos de um homem apontando para um celular e um tablet sobre uma mesa.

De acordo com a Apro – Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais, estima-se que atualmente, cerca de 50% de todos os filmes publicitários já seja entregue por meio de plataformas digitais e que essa totalização seja concluída em meados de 2017. Eu, sinceramente, acredito que virá até antes disso, não só por atuar no crescimento acelerado das entregas nos últimos meses, mas também por acompanhar toda a movimentação das emissoras para oferecer melhores preços às agências, clientes e telespectadores com uma geração mais moderna e tecnológica.

Parando para pensar, já não faz mais sentido em pleno ano de 2016 nos depararmos com motoboys formando filas nas portarias de emissoras esperando o momento de protocolar fitas a minutos do fechamento. O mais importante é que no momento que o país atravessa instabilidade econômica e politica, as principais emissoras tomam a iniciativa de oferecer serviços mais econômicos, rápidos e seguros para agências e anunciantes.

Com as entregas via streaming, tudo passa a ser realizado com enorme controle de qualidade e segurança, tudo devidamente gerenciado por meio de criptografia, aplicação automática de closed-caption, audiodescrição e libras, contemplando a nova lei de acessibilidade que já vigora desde 4 de janeiro de 2016.

Chega, né? É hora de deixar no passado a era da publicidade arcaica, adotar posturas radicais, encontrar novos métodos, parceiros, ferramentas e dar oportunidade para a inovação. O que o mercado publicitário ganha com a entrega digital?

Otimização de processos, economia de escala e segurança.

Celso Vergeiro é CEO da AdStream, maior plataforma de armazenamento e distribuição de conteúdo publicitário do mundo

Fonte: MR NEWS

Mais sobre audiodescrição
Prazo para que salas comerciais de cinema ofereçam recursos de acessibilidade visual e auditiva foi
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, um instrumento poderoso de inclusão social, cultural e


Mais sobre audiodescrição
Prazo para que salas comerciais de cinema ofereçam recursos de acessibilidade visual e auditiva foi
Esplendor" (ou "Hikari", no original) é uma lufada de delicadeza numa safra de filmes pesados.
A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, um instrumento poderoso de inclusão social, cultural e