Canal Acessível terá colaboração de youtubers famosos

Na sexta-feira, 2/2/18, durante painel na Campus Party, a IQ agenciamento e a ETC Filmes lançaram o Canal Acessível, perfil no YouTube onde as empresas, em sociedade, vão publicar vídeos de nove agenciados da IQ Agenciamento adaptados para atender tanto cegos (audiodescrição), mudos (legenda descritiva) e surdos (libras) em um mesmo vídeo. A página estreia com um teaser e dois vídeos e será alimentada com novos vídeos uma vez por semana.

Canal Acessível

O projeto do Canal Acessível surgiu no final do ano passado por iniciativa da ETC Filmes, produtora e distribuidora que realiza a adaptação de filmes. Cássio Koide, diretor geral da empresa, queria convidar deficientes visuais e auditivos para construir um canal no YouTube. Em uma conversa com Koide, Fabio Utumi, cofundador e diretor executivo da IQ Agenciamento, sugeriu que a empresa chamasse produtores de conteúdo já conhecidos na plataforma para ganhar visibilidade e repercussão antes de incluir criadores de conteúdo com deficiência.

"Queremos receber o máximo de atenção para que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo que é muito raro. Nem o YouTube está pronto para isso. Assim, nós vamos poder ajudar outros canais menores, como os dos youtubers com deficiência, a ganhar alcance maior e incentivar colaboração entre os produtores de conteúdo no Canal Acessível", diz Utumi. Até então, o YouTube permite Closed Capitions nos vídeos. A IQ Agenciamento ficou responsável por convidar os agenciados e cuidar do conteúdo e a ETC Filmes por adaptar os vídeos.

Os canais que fazem parte do projeto (Não Salvo, Cauê Moura, Castro Brothers, Põe na Roda, Depois dos Quinze, Aruan Felix, Marimoon, Ana Maria Brogui e Bibi Tatto) concordaram em ceder o mínimo de 12 vídeos de seus canais próprios para ser usado no Canal Acessível. Utimi diz que a seleção inicial se deu por conta da diversidade de conteúdo, mas não tem vagas limitadas para novos rostos. "Primeiro convidamos esses nove influenciadores e a receptividade foi imediata. Mas quem quiser se juntar ao projeto pode participar", conta. Todo o ganho que do canal será destinado aos agenciados que fazem parte do projeto, tanto em termos de ad sense quanto de investimento publicitário.

No terceiro momento, os sócios esperam que as empresas possam produzir conteúdo exclusivo com os agenciados para o Canal Acessível e promover eventos para os inscritos conhecerem os influenciadores ou exibir conteúdo no cinema para eles. "Como todos os agenciados se mostraram disponíveis para colaborar para o projeto, queremos aproveitar isso para fazer a molecada feliz promovendo um evento bacana para eles", anseia Utimi.

Fonte: Meio & Mensagem

Mais sobre audiodescrição
Nem todos os cidadãos conseguem ter acesso ao conteúdo que passa na televisão da mesma
Sou Flávia Machado, uma entusiasta da audiodescrição, quero te convidar para compartilhar com outras pessoas
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição


Mais sobre audiodescrição
Nem todos os cidadãos conseguem ter acesso ao conteúdo que passa na televisão da mesma
Sou Flávia Machado, uma entusiasta da audiodescrição, quero te convidar para compartilhar com outras pessoas
A Ancine e o setor decidiram quais vão ser os tipos de arquivos com audiodescrição