Acessibilidade nos cinemas virou caso de justiça

Em decisão liminar, o juiz da 14.ª Vara Cível de São Paulo determinou que, a partir de março de 2019, as salas de cinema de todo o País deverão ter tecnologias de acessibilidade para pessoas com deficiência visual ou auditiva. Cabe recurso. De acordo com a decisão, o governo federal deverá apresentar em 30 dias um plano com as complementações técnicas necessárias e um cronograma que envolva a fase de testes até a implementação das tecnologias de audiodescrição, janelas para intérpretes de Libras e legendas descritivas (closed caption). Em caso de descumprimento da ordem, uma multa diária de R$ 10 mil foi fixada.

Mais sobre audiodescrição
A ExpoCine 2018 contará com recursos de acessibilidade de audiodescrição e tradução em LIBRAS para
O cinema caiu no gosto do brasileiro. Em 2017, 181 milhões de pessoas geraram uma
Falta muita compreensão e informação diante do comportamento das crianças com espectro autista. Isso muitas