Postagens do assunto: Artigos acadêmicos

Imagem Pela Palavra: artigo da audiodescritora Bell Machado

O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se refere à linguagem visual, ou seja, à imagem, o cinema constrói sua comunicação de duas formas: pelo conteúdo da imagem e pela forma pela qual captamos este conteúdo. O conteúdo é responsável pelo sentido lógico. A forma de registro são os planos e movimentos da câmera. Se a imagem no cinema constrói sua comunicação pela forma e conteúdo, a audiodescrição no cinema também deve seguir os pressupostos da linguagem da arte a que se propõe descrever, ou seja, uma audiodescrição que não se restrinja a descrever somente o conteúdo das imagens, mas que se estenda à maneira pela qual elas são registradas, sua linguagem. Daí o título deste artigo – Audiodescrição no Cinema: A Imagem Pela Palavra.

Mais sobre audiodescrição
A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, um instrumento poderoso de inclusão social, cultural e
A atividade de consultoria em audiodescrição é desempenhada por pessoas com deficiência visual (cegueira ou
A Associação Gaúcha de Audiodescritores (AGADE) tem buscado, cada vez mais, afirmar seu papel político

Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos

A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana Stockey Carpes e Demétrio de Azeredo Soster. O prefácio é de Dione Oliveira Moura, ex-presidenta da SBPJor e docente e pesquisadora da graduação e pós-graduação da faculdade de comunicação da UNB e a apresentação é de Felipe Mianes, audiodescritor, consultor e doutor em educação pela UFRGS e pós-doutor pela Ulbra.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial
A Audiodescrição (AD), recurso utilizado para tornar o teatro, o cinema, a TV, bem como

Problematização da acessibilidade comunicativa para pessoas com deficiência

Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial a respeito da necessidade de reconhecimento e inclusão da acessibilidade comunicativa como uma das características fundamentais e conceituais do jornalismo digital. Usa-se a pesquisa da pesquisa, pesquisa de contextualização, a pesquisa bibliográfica e a pesquisa teórica como estratégias processuais metodológicas para refletir criticamente sobre o modelo teórico do Jornalismo Digital, a partir dos conceitos e características propostas por Marcos Palacios em seu artigo: “Ruptura, continuidade e potencialização no jornalismo on-line: o lugar da memória”.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
A Audiodescrição (AD), recurso utilizado para tornar o teatro, o cinema, a TV, bem como

Aprendizado da Estética da Audiodescrição

A Audiodescrição (AD), recurso utilizado para tornar o teatro, o cinema, a TV, bem como obras de arte visuais, acessíveis a pessoas com deficiência visual, vem aos poucos sendo implantada no Brasil e demandando profissionais capacitados. Com base nessa constatação, este artigo, intitulado Estética da Audiodescrição, traz o relato de um projeto desenvolvido durante estágio pós-doutoral que se dedicou ao confronto da estética cinematográfica com as técnicas de audiodescrição a fim de verificar como o conhecimento da primeira pode contribuir para a formação do audiodescritor.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial

Audiodescrição Didática: tese do Dr Elton Vergara Nunes

Na atual sociedade do conhecimento, em que as imagens passaram a ocupar um lugar privilegiado na disseminação do conhecimento, com recursos de visualização cada vez mais presentes, é necessário encontrar um caminho de inclusão para os cidadãos cegos, a fim de que possam exercer seu direito de conhecer e apreender a realidade.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial

Design para Acessibilidade: inclusão de pessoas com deficiência visual ao serviço de cinema

Na dissertação Design para Acessibilidade: inclusão de pessoas com deficiência visual ao serviço de cinema, apresentada na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, Diego Normandia procurou explorar dificuldades, facilidades e possíveis soluções para tornar acessível a experiência de cinema a quem não enxerga, com o foco no acesso físico e sensorial, pelo viés do design.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial

bancas de defesa pública dos trabalhos do curso de especialização em audiodescrição da UFJF

A Coordenação do CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM AUDIODESCRIÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA convida para as bancas de defesa pública dos trabalhos de conclusão de curso que serão realizadas no Anfiteatro da Faculdade de Engenharia.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial

A dissertação de mestrado da audiodescritora Bell Machado

A sequência de imagens traz algumas das cenas mais fortes do cinema de Serguei Eisenstein: o massacre na escadaria de Odessa em O Encouraçado Potemkin. O filme é exibido para uma plateia de cegos. Um audiodescritor narra o que acontece na tela. Como descrever as imagens do terror vivido por uma multidão sendo metralhada? Ou o desespero de uma mãe que vê o filho baleado? Só há uma maneira de ser fiel à proposta do russo Eisenstein: contemplar, na audiodescrição, (abreviada por AD) a linguagem cinematográfica. Assim, em vez de dizer: "O menino ferido tomba. A mãe continua descendo. O menino grita ‘mãe’ com o sangue escorrendo pela testa. Ela se vira. Abre a boca apavorada ao ver o filho no chão. Ele chora e desmaia. Ela leva as mãos à cabeça, arregala os olhos", o audiodescritor prefere: "O menino ferido tomba. A mãe continua descendo. O menino grita ‘mãe’ com o sangue escorrendo pela testa. Ela se vira. Abre a boca apavorada ao ver o filho no chão. Ele chora e desmaia. Ela leva as mãos à cabeça, arregala os olhos e vem de encontro à câmera. A multidão corre desenfreada. Foco de pés pisoteando o corpo e a mão do menino que se contrai. Seu corpo rola e o peito é pisoteado diante do olhar de pavor da mãe".

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial

Tradução Audiovisual: Os Desafios da Áudio-Descrição

Sendo esta dissertação, intitulada Tradução Audiovisual: Os Desafios da Áudio-Descrição, parte conclusiva do Mestrado em Tradução e Interpretação Especializadas, o objectivo da escolha deste tema pretende ser uma chamada de atenção para uma realidade: todas as pessoas têm o direito à comunicação e à informação de forma autónoma.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial

A Combinação Verbal e Não-Verbal e a Progressão Temática Nos Textos de Quadrinhos

O gênero quadrinho constitui uma modalidade própria de linguagem. É construído a partir da conjugação de dois signos gráficos: o visual e o lingüístico. Há situações em que o elemento visual assume todas as funções dentro do texto. É o caso das histórias mudas. No caso das histórias dialogadas, há uma complementaridade entre o código visual e o lingüístico.

Mais sobre audiodescrição
O cinema, como arte audiovisual, se comunica por meio de uma linguagem. No que se
A Editora Catarse lançou o Manual de audiodescrição para produtos jornalísticos laboratoriais impressos, de Daiana
Este artigo, intitulado Problematização da Acessibilidade Comunicativa para Pessoas com Deficiência, promove a problematização inicial