Postagens do assunto: Cursos

Inscrições abertas para o primeiro curso de audiodescrição em Maceió

Estão abertas as inscrições para o 1º CURSO DE TRADUÇÃO VISUAL COM ÊNFASE EM ÁUDIO-DESCRIÇÃO, Imagens Que Falam, EM Maceió – ALAGOAS, de extensão universitária, que será ofertado pelo Departamento de Letras da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em parceria com a Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos em Alagoas (SEMUDH), a Associação Brasileira de Recursos Humanos em Alagoas (ABRH/AL) e o Instituto Guerreiros da Inclusão (IGI), e é devidamente cadastrado na PROEXT/UFPE, sendo ministrado por facilitadores Especialistas, Mestres e Doutores com reconhecida experiência nas áreas da Acessibilidade, Educação, Comunicação e Inclusão da Pessoa com Deficiência.

Programa de formação de atores incorpora audiodescrição ao currículo

O lançamento do espetáculo Bença marca uma ação inédita no Brasil: a incorporação da audiodescrição como atividade sistematizada de um programa de formação de atores. Todo o processo foi realizado por integrantes da Universidade LIVRE de Teatro Vila Velha. A peça Bença permanece em cartaz de sexta a domingo, até 14 de junho, no Teatro Vila Velha, e a audiodescrição é oferecida ao público sempre aos sábados (20h) e domingos (19h).

Inscrições para a segunda turma de Especialização em Audiodescrição da UFJF

O curso de Especialização em Audiodescrição promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), abrirá uma segunda turma ainda este ano. Estão previstas 100 vagas a partir do segundo semestre. O curso tem o objetivo de capacitar profissionais para promover a acessibilidade de pessoas com deficiência visual a partir da narração de informações exclusivamente visuais, como imagens, cenários e ações, que são necessárias para a compreensão total de conteúdos multimídia e apresentações culturais.

Formatura dos primeiros especialistas brasileiros em audiodescrição

Está chegando ao fim o primeiro curso brasileiro de formação de especialistas em audiodescrição. Promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD). Em iniciativa inédita, foi possível viabilizar o primeiro curso sobre esta temática a nível de especialização no Brasil, com o principal objetivo de capacitar profissionais para promover a acessibilidade de pessoas com deficiência visual em apresentações culturais, com a descrição falada de imagens. O edital para a próxima turma está sendo elaborado e vai ser lançado pela UFJF a partir do 2º semestre, com abertura de cem novas vagas.

Workshop de Audiodescrição para Teatro no Centro Cultural CEEE – Erico Verissimo

O Centro Cultural CEEE Erico Verissimo em parceria com o Grupo de Pesquisa de Linguagem Cênica Acessível, constituído em setembro de 2014 pela Las Brujas Cia de Teatro e feitiços e pelas audiodescritoras da OVNI Acessibilidade Universal, irá realizar um Workshop de Audiodescrição para Teatro no dia 30 de Abril, às 14h, na Sala Noé de Mello Freitas do CCCEV, com entrada franca. O evento marca o início do segundo ano da pesquisa do Grupo.

Formação em Acessibilidade para o Audiovisual

Debater a falta de acessibilidade dos deficientes visuais e ao mesmo tempo qualificar os realizadores de produtos audiovisuais são os principais objetivos do N IMAGENS – Formação em acessibilidade para o audiovisual, que acontecerá entre os dias 24 a 27 de fevereiro, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia. O evento será distribuído entre seminário, oficinas e sessão de cinema, com a abordagem de temas que contemplam a poética da acessibilidade e a universalização dos bens culturais. Todas as atividades serão transmitidas via internet e terão os serviços de audiodescrição e Libras (Língua Brasileira dos Sinais).

A gente não quer só comida, A gente quer comida diversão e arte

A gente não quer só comida, A gente quer comida diversão e arte. Os versos dos Titãs resumem um anseio universal,mas que ainda está longe da realidade das pessoas com deficiência. Ter acesso a eventos culturais é um desejo que ainda aguarda pela preocupação de promotores de cultura de adaptar seus eventos e produtos também para esse público. É isso que o Ministério da Cultura espera contribuir para mudar ao oferecer um curso de especialização em acessibilidade cultural, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a gestores públicos de cultura, Pontos e Pontões de Cultura, organizações da sociedade civil e professores de universidades públicas de todos os estados do Brasil, a partir de abril.

Inscrições abertas para a segunda turma do Curso de Especialização em Acessibilidade Cultural da UFRJ

A Universidade Federal do Rio de Janeiro, através do Laboratório de Arte, Cultura, Acessibilidade e Saúde, do Curso de Terapia Ocupacional, e o Ministério da Cultura, através da Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural abrem o Edital 2015 do Curso de Especialização em Acessibilidade Cultural, cujo objetivo é “sensibilizar, estimular, capacitar e criar processos inclusivos de fruições estética, artística e cultural nas ações, gestões e políticas culturais para o público de pessoas com deficiência como produtores ou platéia”, segundo o portal do concurso.

Nova edição do curso de Áudio-descrição Imagens que Falam, em SP

Objetivo do curso:
Geral- Dar a conhecer o que é Áudio-descrição, divulgar sua aplicabilidade e sua potencialidade na educação, no trabalho e no lazer, como recurso de acessibilidade comunicacional para as pessoas com deficiência, principalmente para as pessoas cegas ou com baixa visão.
Específico- Formar áudio-descritores capazes de produzir traduções visuais de eventos dinâmicos e/ou estáticos, com requinte e qualidade áudio-descritiva, mediante o entendimento de que a áudio-descrição é um recurso de tecnologia assistiva empoderativo e não paternalista ou de subestimação da capacidade da pessoa com deficiência em compreender os eventos fílmicos, teatrais e outros.