Postagens do assunto: Livros

Audiodescrição na Escola: Abrindo Caminhos para Leitura de Mundo

No livro Audiodescrição na Escola: Abrindo Caminhos para Leitura de Mundo, Lívia nos conduz pelo universo da Educação,com profundo conhecimento de causa, sensibilidade e criatividade,explorando caminhos e possibilidades. Tudo pode serdescrito, até história em quadrinhos! Não há limites, pois a linguagempermite o que à primeira vista parece impossível.

Audiodescrição: Práticas e Reflexões

O livro Audiodescrição: Práticas e Reflexões nasce do desejo e da necessidade de observarmos o estado da arte da audiodescrição (AD) no Brasil. “Audiodescrição: práticas e reflexões” reúne trabalhos e discussões de pesquisadores e profissionais da área. A coletânea mostra a importância da AD em nossa sociedade e como ela vem sendo trabalhada no país.

Coleção Cinema Brasileiro

O cinema, essa máquina de produzir imagens e fomentar a imaginação, é um ambiente que a cada dia se torna mais acessível a pessoas com deficiência visual. Através das atuais normas que vigoram nas leis de incentivo cultural, a descrição das imagens dos filmes que não são mencionadas pelo áudio original (a audiodescrição) passou a ser um requisito para as produções de novas obras audiovisuais. Com essa normativa, pessoas que pouco ou nada enxergam passaram a experimentar sessões nos festivais de cinema. Esta tem sido uma iniciativa de vários festivais de cinema, inclusive o do Festival de Gramado em 2015, onde a pessoa com deficiência visual entrou no ambiente de projeção de imagens e esteve em contato com o tempo do filme e imersão com os sons que auxiliam a interpretar a narrativa. A partir dessa premissa, a Fundação Dorina Nowil lança a Coleção Cinema Brasileiro.

Imagem como Símbolo acústico: a semiótica aplicada a prática da audiodescrição

Capa: No topo, há uma imagem de fundo preto contendo freqüências de ondas sonoras coloridas, representadas por traços em zig-zags. Logo abaixo, o nome da autora Flávia Mayer em laranja, e o título do livro em verde: Imagem como Símbolo acústico. Em laranja o subtítulo: a semiótica aplicada a prática da audiodescrição. Por toda a lateral esquerda, uma faixa vermelha desce verticalmente pela capa. No canto inferior direito, a logomarca da editora: Novas Edições Acadêmicas e o seu ícone – três hexângulos sobrepostos e de diferentes tamanhos, nas cores verde, amarelo e vermelho.

Baú das Artes: livros do projeto são acessíveis

A Editora Evoluir lançou recentemente o projeto Baú das Artes – Edição 2014, que distribui materiais paradidáticos para escolas municipais de Ensino Fundamental (EMEF). Entre eles, estão 20 livros que foram adaptados com o recurso acessível de audiodescrição. Diferencial que beneficia, especialmente, crianças com deficiência visual, baixa visão e até mesmo deficiência intelectual.

Notas Proêmias – Acessibilidade Comunicacional para Produções Culturais

Este livro acessível é um projeto do Funcultura, com distribuição gratuita no dia 13 de dezembro de 2013 às 16h na Livraria Cultura do Paço Alfândega (Recife – PE), destina-se a orientar como tornar um produto cultural acessível às pessoas com deficiência visual ou auditiva. Inclui um DVD acessível, isso significa que os textos estão em Libras, em áudio, em texto e com audiodescrição. A Biblioteca Pública do Estado de Pernambuco preparou 10 cópias em Braille para serem distribuídas para as instituições que reúnem pessoas com deficiência.

Exposição, palestra e curso na UFRN abordam o tema audiodescrição

A Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM), em parceria com a Comissão Permanente de Apoio a Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais (CAENE), Departamento de Ciência da Informação (DECIN), Escola de Música (EMUFRN) e Secretaria de Ensino a Distância (SEDIS) realizarão no período de 22 de novembro a 06 de dezembro, Evento que tem como objetivo principal ampliar as discussões em torno do tema "Biblioteca Acessível" para aprofundar e socializar conhecimentos que venham contribuir para formação e mudanças atitudinais das equipes atuantes nas bibliotecas da UFRN.

Resenha do livro Os Novos Rumos da Pesquisa em Audiodescrição no Brasil

O livro organizado por Vera Lúcia Santiago Araújo (Pós-Doutorada pela UFMG e pesquisadora de temas de Tradução Audiovisual) e Marisa Ferreira Aderaldo (Doutoranda pela UFMG em Estudos de Tradução) traz 17 artigos que nos colocam a parte do que vem sendo pesquisado no Brasil em termos de Tradução Audiovisual e Audiodescrição e, consequentemente, quais os rumos que conduzem à pesquisa desse tipo de prática.

Os Novos Rumos da Pesquisa em Audiodescrição no Brasil

O livro Os Novos Rumos da Pesquisa em Audiodescrição no Brasil, fruto do projeto de cooperação financiado pela Capes (PROCAD Capes) entre a Universidade Estadual do Ceará e a Universidade Federal de Minas Gerais, foi lançado nesta segunda-feira (17), às 16h30, integrando a programação especial de aniversário dos 103 anos do Theatro José de Alencar.