Postagens do assunto: Sala de aula

Protagonismo da pessoa com deficiência visual em busca da audiodescrição

Nos últimos meses me dediquei exclusivamente aos cursos de formação de professores, tendo atuado, simultaneamente, em três municípios no interior de São Paulo: Caraguatatuba, Tremembé e Cruzeiro. Apesar de ministrar cursos de Braille para professores desde 2006, esses três, em especial, tiveram algo de diferente e de muito inovador. Foi a primeira vez que, em uma formação presencial, adotei a disciplina de audiodescrição (AD), dedicando um dos nossos encontros para apresentar esse recurso aos cursistas videntes. Pretendo registrar aqui o motivo pelo qual passei a investir muito na divulgação da AD entre os profissionais da educação e o público em geral.

Audiodescrição é tema de oficina em formato de videoaulas na Anhanguera Educacional

Para apresentar o tema audiodescrição aos estudantes que participam de um projeto de iniciação científica voltado à área da inclusão, ao corpo docente e demais colaboradores e, com esta iniciativa, melhorar o atendimento aos estudantes com deficiência visual, a Anhanguera Educacional convidou o audiodescritor, professor universitário e empresário, Mauricio Santana, diretor da Iguale Comunicação de Acessibilidade, a compor o conteúdo do roteiro e ministrar videoaulas sobre o tema. A audiodescrição é um recurso acessível que traduz do visual para o verbal todo o conteúdo imagético contido em diferentes formas de comunicação visual e/ou audiovisual, sendo fundamental para que o público com deficiência visual compreenda com detalhes o conjunto da obra.

Acessibilidade para melhorar a aprendizagem

Os profissionais do setor de Produção de Material Didático do Cead/UFJF passam por constantes atualizações. Atualmente, eles participam de um curso de capacitação sobre acessibilidade nos recursos didáticos. A já evidente preocupação do setor com a qualidade do material produzido foi reforçada com a chegada da nova coordenadora, Liamara Scortegagna, que trabalha com EaD há mais de 15 anos e para quem o material didático é um elemento fundamental na educação a distância.

Audiodescrição e o brincar na educação de crianças com deficiência intelectual

Diante da importância do brincar como recurso pedagógico, este estudo, intitulado Audiodescrição e o brincar na educação de crianças com deficiência intelectual, pretende relatar os resultados de uma intervenção realizada durante uma disciplina do programa de pós-graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) no sentido de:

Descrição de imagem na geração de material digital acessível, MECDAISY e audiodescrição

Com o propósito de orientar a produção de descrição de imagem de obras disponibilizadas por intermédio do software MECDAISY, a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação publicou em 10 de abril de 2012 a NOTA TÉCNICA Nº 21 – Orientações para descrição de imagem na geração de material digital acessível, nos estudos e pesquisas sobre a Deficiência Visual e a Baixa Visão, com o intuito da busca da promoção da acessibilidade, temos a Audiodescrição como uma ferramenta da tecnologia assistiva a serviço da inclusão social.

Exposição, palestra e curso na UFRN abordam o tema audiodescrição

A Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM), em parceria com a Comissão Permanente de Apoio a Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais (CAENE), Departamento de Ciência da Informação (DECIN), Escola de Música (EMUFRN) e Secretaria de Ensino a Distância (SEDIS) realizarão no período de 22 de novembro a 06 de dezembro, Evento que tem como objetivo principal ampliar as discussões em torno do tema "Biblioteca Acessível" para aprofundar e socializar conhecimentos que venham contribuir para formação e mudanças atitudinais das equipes atuantes nas bibliotecas da UFRN.

Tirinhas de jornais como recurso pedagógico: que tal descrevê-las?

As tirinhas de jornais são um gênero textual muito aceito entre as crianças pois elas são como as histórias em quadrinhos, ou seja, utilizam-se de quadros para narrar um fato. Quadros estes que contém desenhos e, na maioria das vezes, as falas estão nos balões. Contudo, seu tamanho é menor que as histórias em quadrinhos, sendo algo para uma leitura rápida. Os tipos de tirinhas de jornais mais populares são a de humor, porém, elas podem ser de qualquer gênero.

A áudio Descrição e suas implicações pedagógicas

Como forma de promover a cooperação dos demais alunos de sala de aula em relação ao aluno cego ou com baixa visão, No papel de professor mediador, passaria para a turma o filme: Eu Não Quero Voltar Sozinho. É possível assisti-lo no youtube. O filme existe em áudio descrição e também sem áudio descrição.