Pessoas Cegas Não Conseguem Participar de Consulta Pública Sobre Audiodescrição

na semana passada, a segunda consulta pública sobre a implementação da audiodescrição – recurso fundamental para que pessoas cegas compreendam as cenas que estão sendo veiculadas – não contou com a participação dos maiores interessados: as pessoas com deficiência visual. O site utilizado pelo Ministério das Comunicações para a realização da consulta não tinha recursos de acessibilidade.

Presidente da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down Fala Sobre Audiodescrição

Imagine você assistindo a um filme de olhos vendados e toda vez que não há diálogo e o silêncio predomina ou começa um fundo musical e você é impedido de saber o que está acontecendo. Imagine uma criança,um parente seu,dentro da sala de aula,também de olhos vendados esperando para assistir um filme educativo, onde as falas acontecem e são interrompidas por um silêncio e retornam as falas já em outro contexto . Onde está o contexto que as vendas não permitem enxergar? A criança foi impedida de participar, aprender e pertencer como um igual.

CINEMA NACIONAL LEGENDADO e AUDIODESCRITO

O CCBB São Paulo volta a apresentar a mostra Cinema Nacional Legendado & Audiodescrito, com exibição de filmes com closed caption (legenda oculta) e audiodescrição, permitindo o acesso dos deficientes visuais e auditivos. Os filmes serão exibidos sempre aos sábados e domingos, às 11h, a partir do dia 10, na capital paulista. A estreia é com o filme "O guerreiro Didi e a ninja Lili", que abre as homenagens ao Dia das Crianças.

Carlos Ferrari comenta sua primeira vez, no Teatro VIVO.

Carlos Ferrari, vice-presidente da AVAPE, mestre em Administração de Empresas pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) e pós-graduado em Marketing pela Fundação Cásper Líbero, comenta sua experiência após ter assistido a peça Vestido de Noiva com audiodescrição, no Teatro Vivo.

Vestido de Noiva terá opção para deficientes visuais

Uma das mais polêmicas obras de Nelson Rodrigues chega neste final de semana ao palco do Theatro Pedro II, em Ribeirão Preto. Em cartaz neste sábado (31) e no domingo (1º), a peça "Vestido de Noiva" apresenta uma linguagem forte que emana a profunda angústia presente nos textos do dramaturgo, que choca e emociona o público há gerações pelo modo cru e abrupto de retratar a realidade velada da classe média carioca.