Apesar das dificuldades, entidade quer manter audiodescrição para seus associados

Na semana passada, ventilou-se a informação do possível fechamento da Associação dos Deficientes Visuais de Brusque (ADVB). No entanto, segundo o coordenador da entidade, Sidnei Pavesi, a informação repassada à imprensa foi equivocada e partiu de dentro da própria diretoria após reunião onde se colocou os problemas financeiros enfrentados pela Associação.

SEDEST lança o primeiro Cinema Acessível no estado de Pernambuco

As luzes se apagam, a plateia está com os olhos vendados: o longa-metragem inicia. As cenas são audiodescritas. Com o filme Central do Brasil (1998), do diretor Walter Sales, foi lançado na quinta-feira (24), a primeira sessão do “Cinema Acessível”,  no auditório do Sest/Senat. A iniciativa é destinada às pessoas com necessidades especiais, especialmente, para deficientes visuais e é aberta ao público, que recebeu uma máscara no início da sessão.

Para mim, ontem, a audiodescrição teve um gostinho especial

Ontem tive um gostinho especial: o prazer de assistir, no Teatro das Artes (Shopping Eldorado em São Paulo), a famosa peça ENSINA-ME A VIVER. Encenada por Glória Menezes e Arlindo Lopes, sucesso absoluto de público e crítica, que emocionou mais de 250 mil pessoas em São Paulo e Rio de Janeiro em mais de 300 apresentações, que retornou a São Paulo para curta temporada popular. O diferencial foi justamente a audiodescrição.