Exposição O Solar Que Virou Museu, com audiodescrição da Mil Palavras

O Museu Joaquim Felizardo, localizado no Solar Lopo Gonçalves, no bairro Cidade Baixa, guarda grande parte da história de Porto Alegre. Trata-se de um prédio centenário que teve uma longa trajetória desde sua construção, como sede de chácara, até sua restauração e transformação no museu histórico da cidade. A exposição O Solar que Virou Museu conta a história desse lugar e homenageia intelectuais gaúchos que lutaram pela sua preservação. A exposição também destaca a figura de Joaquim Felizardo, que dá nome ao museu.

Convite Exposição O Solar Que Virou Museu

Descrição do cartaz no final do post

Fotografias, reportagens da época, linhas de tempo e objetos arqueológicos do acervo ganham acessibilidade para pessoas com deficiência visual através de audioguia com texto e descrição de imagens realizado pela Mil Palavras Acessibilidade Cultural, além de catálogo em braille. O Museu conta, ainda, com elevador e banheiro adaptado para pessoas com mobilidade reduzida.

A exposição O Solar que virou Museu: memórias e histórias faz parte das comemorações dos 240 anos de Porto Alegre e será aberta em 24 de março, às 17h. A mostra integrará a exposição permanente do museu. A entrada é franca e as visitações podem ser feitas de terças-feiras a sextas-feiras, das 9h às 11h30 e das 14h às 17h30 e aos sábados, das 13h30 às 17h30.

Curta um trechinho do audioguia (Importante: O Vídeo apresenta a fachada do Museu Joaquim Felizardo, e não corresponde a audiodescrição da obra).



Mais sobre audiodescrição