Encontro mobilizou interessados em audiodescrição de todo o país

Lembrada como o Dia Nacional do Cego e de Santa Luzia, a data de 13 de dezembro foi escolhida pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) para dar início ao 2º Encontro Nacional de Audiodescrição e o 3º Encontro de Acessibilidade. A abertura, que teve como tema "Audiodescrição e o acesso à cultura e à informação", reuniu cerca de 110 pessoas no prédio Itamar Franco, na Faculdade de Engenharia, no campus.

2º Encontro Nacional de Audiodescrição começa amanhã

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) sediará o 2º Encontro Nacional de Audiodescrição. O evento, realizado em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, visa incentivar os trabalhos na área por meio de discussões em palestras e oficinas, buscando aproximar o uso prático desse recurso e ampliar o entendimento dos participantes nos benefícios que ele proporciona às pessoas com deficiência.

Pode-se fazer descrições de imagens como em uma linha de montagem?

Ele chega em casa por volta das sete da noite, depois de trabalhar o dia todo. Toma um banho rápido, janta, "joga uma conversa fora" com a mulher e começa o trabalho diário de descrição de imagens em livros didáticos. Já está em frente à tevê e faz umas trinta enquanto assiste a Salve Jorge. Antes da meia-noite, já concluiu quase setenta imagens.

Acessibilidade na televisão em painél da 3ª Conferência Nacional da Pessoa com Deficiência

Na última terça-feira, tive o privilégio de falar para os delegados e participantes da 3ª Conferência Nacional da Pessoa com Deficiência, que aconteceu em Brasília. Participei do Painél 5: Acessibilidade na Comunicação, ao lado de Anahi Guedes, amiga de tantas batalhas, e do Dr. Octávio Pierante, diretor do Departamento de Acompanhamento e Avaliação de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, que tive o prazer de conhecer na conferência.

Cultura para Ver entrevista Mariana Baierle

A porto-alegrense Mariana Baierle tem 27 anos, é jornalista, formada pela PUCRS e mestre em Letras, pela UFRGS. Desde setembro, ela apresenta um quadro sobre acessibilidade no programa Cidadania, da TVE.

As curvas de Niemeyer descritas por Lívia Motta e Bell Machado

Quem audiodescreve filmes, documentários e exposições em museus, quem descreve imagens estáticas para livros didáticos e paradidáticos, certamente, já audiodescreveu ou descreveu as formas, as famosas curvas de Oscar Niemeyer em suas impressionantes construções, esculturas e desenhos, verdadeiras obras de arte. Sem dúvida, o maior arquiteto brasileiro! No tempo que passou internado, lúcido o tempo todo, como comentaram os médicos, ele falava de projetos e de vida, nunca de morte. Partiu, mas permanece seu enorme legado.

Fundação Liberato discutiu acessibilidade nos cinemas

Imagine ir ao cinema para ver aquele filme que você espera há meses. Só que o longa não possui legenda, nem som, nem imagens. É assim que se sente uma pessoa portadora de deficiência auditiva ou visual quando se depara com a realidade das salas de cinemas brasileiras.

Matéria do Jornal Extra Classe

Os cegos também vão ao cinema: repetidos adiamentos do Ministério das Comunicações impedem que cegos tenham acesso a obras audiovisoais com audiodescrição.