Postagens do assunto: Tecnologia

MovieReading já está disponível na Apple Store e Google Play em versão para brasileiros

Uma parceria de negócios entre a empresa brasileira Iguale Comunicação de Acessibilidade e a italiana Universal Multimedia Access já permite que brasileiros com deficiência visual e auditiva, ou estrangeiros que estiverem morando ou passeando no Brasil, instalem em seus smartphones e tablets o aplicativo MovieReading, que possibilita baixar tanto legendas quanto audiodescrição em Língua Portuguesa (PTBR), para que sejam sincronizadas, em tempo real, com os filmes. Agora, a expectativa é de que as produtoras e distribuidoras dos filmes no Brasil invistam nestes recursos inclusivos para que as obras, sejam elas lançamentos ou as que já estão disponíveis, tornem-se acessíveis permitindo a este público a usabilidade do app MovieReading.

Empresa apresenta software de audiodescrição na Grécia

A Polaris Soluções Web, empresa incubada na Inbatec/UFLA, apresentou o software de audiodescrição de imagens AudioImagem na 16a Conferência Internacional em Interação Humano-Computador, realizada na Grécia, de 22 a 27 de junho. A empresa foi representada pelo seu sócio-proprietário e professor da UFLA, José Monserrat Neto, que apresentou o artigo “Avaliação de Usabilidade de um Sistema Web para Audiodescrição de Imagens Espacialmente Orientada Direcionado para Usuários com Deficiência Visual”. Na ocasião, Monserrat explicitou  o contexto educacional, social e tecnológico do software, detalhando suas características e o seu diferencial: trata-se de um sistema web independente de plataforma no qual o usuário com deficiência visual pode interagir com as imagens e “ouvi-las”, usando mouse, tablet para desenho, tablet de uso geral ou monitor com tela touch-screen.

Riofilme: 200 mil para acessibilidade em cinemas digitais

A RioFilme lançou nesta quarta, 4, o programa "Cinema Acessível RioFilme", que financiará a implementação de tecnologias de acessibilidade em salas de cinema digitais do Rio de Janeiro. A iniciativa promove a ampliação do acesso ao cinema com o subsídio para que empresas de exibição instalem ferramentas de audiodescrição e de legenda oculta em dez diferentes complexos do município.

Praia do Futuro: com acessibilidade via Whatscine

A partir de 15 de maio, as pessoas com deficiência que residem em São Paulo poderão assistir a mais um filme com acessibilidade proporcionada pelo aplicativo Whatscine. Estreia na Sala 1 do Espaço Itaú de Cinema do Shopping Frei Caneca o filme Praia do Futuro, de KarimAïnouz, com recursos de audiodescrição, subtitulação e janela de Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Experimentando o Whatscine

Aproveitando o feriadão, fui conhecer o aplicativo para smartphones, que permite a cegos e surdos desfrutarem de cinemas em igualdade de condições com as demais pessoas. Resultado de uma parceria entre o Espaço Itaú, a ONG Mais Diferenças e a Vitrine Filmes, pude assistir "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho" com audiodescrição, assim como surdos podem escolher entre acompanhar o filme com legendas em português ou traduzido para a língua de sinais. Esta maravilha está disponível em uma das nove salas do Espaço Itaú de Cinema, que fica localizado na rua Frei Caneca, bairro de Higienópolis, em São Paulo.

Itaú, Mais Diferenças e Vitrine lançam aplicativo de cinema para cegos e surdos

Em parceria com a OSCIP Mais Diferenças, o Espaço Itaú de Cinema e a Vitrine Filmes lançam no cinema o Whatscine: aplicativo que transmite recursos de audiodescrição, interpretação em LIBRAS e subtitulação a smartphones e tablets, permitindo a inclusão de pessoas com deficiência. O programa tem estreia exclusiva no cinema brasileiro com o filme Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, do diretor Daniel Ribeiro. O aplicativo estará disponível gratuitamente , a partir da próxima quinta-feira, 10 de abril, no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca, em São Paulo.

Software reconhece e descreve imagens para cegos

Com o objetivo de promover o acesso de pessoas com deficiência visual a imagens disponibilizadas em computadores, o professor do Departamento de Ciência da Computação (DCC) José Monserrat Neto está trabalhando no projeto de um software que descreve imagens em áudio – o AudioImagem. Ele é um dos integrantes do Núcleo de Acessibilidade da Universidade Federal de Lavras (NAUFLA).

debate Acessibilidade nas Comunicações entre Direitos Humanos e Anatel

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deram um passo significativo para a criação do projeto do Regulamento Geral de Acessibilidade nas Telecomunicações, nessa quarta-feira (12), em Brasília (DF). O debate e Ciclo de Palestras sobre Acessibilidade, realizado em parceria pelos dois órgãos na sede da Anatel, capacitou e sensibilizou os servidores da agência para a missão de compilar em um regulamento único todos os artigos e dispositivos legais existentes em telecomunicações no âmbito da acessibilidade que se encontram dispersos na legislação brasileira.